SUPER BLOG
DE NOTÍCIAS

08 de Abril de 2014

Consultor responde dúvidas sobre venda de imóvel e pensão judicial

O consultor Antônio Teixeira Bacalhau, responde perguntas sobre a declaração do Imposto de Renda 2014. 

1 - Sou divorciado. Minha ex-esposa desconta do meu salário do MPRJ o valor de R$ 20.340,00, que é a o acordo do divórcio (pensão judicial). Como colocar este valor no Imposto de Renda 2014? (Antonio Filho)
Resposta: Informe o valor da pensão alimentícia na ficha “Pagamentos Efetuados” com o código 30.

2 - O meu pai faleceu no final de 2013 e minha mãe constava como dependente dele na declaração. Como devo proceder em relação ao IR? Faço uma declaração de espólio? Outra declaração em nome da minha mãe? (Marcelo Oliveira)
Resposta: Com relação à obrigatoriedade de apresentação das declarações de espólio, aplicam-se as mesmas normas previstas para os contribuintes pessoas físicas. Assim, caso haja obrigatoriedade de apresentação, a declaração de rendimentos, a partir do exercício correspondente ao ano-calendário do falecimento e até a data da decisão judicial da partilha ou da adjudicação dos bens, é apresentada em nome do espólio, classificando-se em inicial, intermediária e final. Havendo bens a inventariar, a apresentação da declaração final de espólio é obrigatória, independentemente de outras condições de obrigatoriedade de apresentação. Se for feita a declaração de espólio, sua mãe poderá ser incluída como dependente.

3 - Estou em um consórcio de automóveis e fui sorteado. Ao receber o carro, coloquei-o logo em nome de minha filha. Ela pagou mais R$ 10 mil do bolso dela para pegar um carro de maior valor. Ainda estou pagando mensalmente o consórcio. Gostaria que me esclarecessem como lançar. (Mauricio Vianna)
Resposta: 
No código específico do bem, informar no campo "Discriminação", da ficha “Bens e Direitos” os dados do bem e do consórcio. Deixar em branco o campo ”Situação em 31/12/2012”. No campo ”Situação em 31/12/2013”, informar o valor declarado no Ano de 2012, no código 95, acrescido dos valores pagos em 2013, inclusive do valor dado em lance, se for o caso. Informe a doação do veículo, na ficha “Doações Efetuadas”, indicando o nome e CPF de sua filha e o valor pago até dezembro de 2013. O valor do veículo deverá ser informado na linha 10 da ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, da declaração de sua filha, e na ficha “Bens e Direitos”. No campo “Situação em 31/12/2013” deve ser informado o valor da doação acrescido do valor de R$ 10.000,00 pago por ela.

4 - Fiz uma reforma em meu apartamento em 2010, e por desconhecimento deixei de informar o valor da reforma e corrigir o valor do bem nas declarações dos exercícios 2011 e 2012. Gostaria de saber se eu posso informar nesse exercício e se não há necessidade de enviar declarações corretivas dos anos anteriores? (Luiz Silva)
Resposta:
 Em razão da variação patrimonial, o acréscimo ao valor do imóvel pela reforma efetuada deveria ter sido informado, mediante documentação hábil e idônea, no ano em que ocorreu. Portanto, com base nesses documentos retifique as declarações dos últimos exercícios para atualizar o valor do imóvel.

5 - Em 2008, comprei por 80.000,00 um apartamento, meu único imóvel. Em 2013, vendi por 180.000,00. Minha dúvida é: como devo declarar estes dados em 2014 e se tenho que pagar algum imposto por esta transação. (Luiz Ribeiro)
Resposta: 
O lucro apurado na venda do único imóvel que o titular possua, por valor igual ou inferior a R$ 440.000,00, está isento de tributação, desde que não tenha efetuado, nos últimos cinco anos, outra alienação de imóvel.

FONTE: G1

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? COMPARTILHE!

COMENTÁRIOS (0)

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

CAPTCHA